Logo Hortas Biológicas

Capuchinha / Chagas

Capuchinha Chagas

A Capuchinha também conhecida popularmente como chagas, é uma planta de ciclo anual.
As suas flores são aromáticas e com colorações que podem variar entre o amarelo, laranja ou avermelhado. Surgem cerca de oito semanas depois da germinação.
Reproduz-se por meio de sementes, ou se preferir pode optar pela divisão de touceiras.
A melhor época para isso é no início da Primavera.

É de fácil cultivo pois não é muito exigente quanto ao solo.
Também não exige muitos cuidados. Gosta de Sol e meia sombra.
As regas devem ser feitas de modo espaçado.
O solo deve manter-se húmido, mas nunca encharcado. Se houver excesso de humidade, pode criar-se um ambiente propicio para a proliferação de fungos e para o aparecimento de lesmas ou outros gastrópodes.
Deve-se arrancar as folhas que estiverem murchas. Isso vai fomentar novas florações na planta.

Benefícios na horta

Na horta, as capuchinhas podem ser usadas como “plantas companheiras”, para a plantas como beterraba, brócolos, couve-de-bruxelas, repolho, couve-flor, pepino, couve, couve-rábano, abóboras, rabanete, abóbora, tomate e batata.

Podem também ser usadas na luta biológica como plantas “sacrificiais”.
Ao atraírem para si os parasitas como os afídios e a mosca-branca, evitam que eles vão para outras plantas. É o caso das favas e dos brócolos. Os afídios vão ser atraídos para as flores da capuchinha.
É certo que quando a planta estiver atacada, vai perder muita da sua beleza. Mas podemos cortar as partes da planta atacadas e destrui-las. Quando a capuchinha fica atacada pelos afídeos, isso é sinal que o solo da sua horta tem deficiência de calcário. Pode corrigir com calcário agrícola.
Também ajuda a proteger as abóboras dos escaravelhos.

Comestível

Sim

Uso medicinal

Sim

Partilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

NEWSLETTER

Subscreva a nossa newsletter e receba gratuitamente as novidades na sua caixa do correio