Logo-HB-Header2024

Como secar e conservar ervas aromáticas e medicinais – Guia completo

Ervas aromáticas e medicinais

As ervas aromáticas e medicinais são indispensáveis em qualquer horta caseira, não só pelo seu aroma e sabor, mas também pelas suas propriedades que ajudar a manter a horta saudável. Para garantir que temos estas ervas estejam disponíveis durante todo o ano, é essencial saber como secá-las e armazená-las corretamente.

Este guia completo, vai mostrar-lhe cada etapa de todo o processo de secagem e conservação das ervas aromáticas e medicinais, desde a colheita até o armazenamento, garantindo que as suas ervas aromáticas permaneçam deliciosas e prontas para usar quando precisar. Também leva em conta as condições específicas das várias regiões de Portugal e ilhas.

Quando colher as ervas aromáticas e medicinais

O momento ideal para colher as ervas aromáticas e medicinais é crucial para preservar o seu aroma, sabor e propriedades. Em Portugal, o clima varia bastante entre as regiões continentais e as ilhas, influenciando o período de colheita.

Primavera e verão: Estas são as melhores estações para colher a maioria das ervas aromáticas e medicinais, como manjericão, orégãos, tomilho, alecrim e hortelã entre outras. Durante este período, as ervas aromáticas e medicinais estão no seu pico de crescimento e concentração de óleos essenciais.

Colheita matinal: Colha as ervas aromáticas e medicinais pela manhã, após o orvalho secar, mas antes do sol estar muito forte. Nesta altura, os óleos essenciais estão mais concentrados nas folhas.

Como escolher as melhores plantas

Escolher os melhores exemplares de ervas aromáticas e medicinais assegura uma melhor qualidade no produto final. Siga estas dicas para selecionar as melhores plantas:

  • Selecione plantas saudáveis e vigorosas, sem sinais de pragas ou doenças.
  • Procure folhas verdes e viçosas, com cores vibrantes e aroma intenso, sem sinais de amarelamento ou manchas.
  • Prefira os ramos mais jovens e tenros, pois são mais ricos em óleos essenciais. Os ramos mais velhos tendem a ser mais lenhosos e menos aromáticos.
  • Se possível, colha as ervas aromáticas e medicinais antes de florescerem. As flores podem reduzir a concentração de óleos nas folhas.
  • Colha as ervas regularmente para estimular o crescimento e a produção de novas folhas.
ervas aromáticas e medicinais penduradas

Como preparar para secar

Antes de iniciar o processo de secagem, as ervas aromáticas e medicinais precisam de uma preparação adequada. Aqui estão os passos a seguir:

  • Lave as ervas suavemente em água fria para remover qualquer sujidade ou pequenos insetos. Tenha cuidado para não danificar as folhas.
  • Após lavar, seque as ervas ao ar, colocando-as sobre um pano limpo ou toalha de papel. As ervas devem estar completamente secas antes de iniciar o processo de secagem para evitar o bolor.

Como secar ervas aromáticas e medicinais

Existem várias técnicas para secar ervas aromáticas e medicinais, cada uma com as suas vantagens. Escolha o método que melhor se adapte às suas condições e ao tipo de erva.

1. Secagem ao ar

A secagem ao ar é uma das formas mais tradicionais e simples de secar ervas.

  • Agrupe as ervas aromáticas e medicinais em pequenos molhos e amarre-os com um fio. Não faça molhos muito grandes para permitir uma boa circulação de ar.
  • Pendure os molhos de cabeça para baixo num local seco, escuro e bem ventilado. Evite a exposição direta ao sol, que pode descolorar e deteriorar as ervas.
  • As ervas podem levar de uma a três semanas para secar completamente, dependendo das condições de humidade e do tipo de erva. Verifique regularmente e remova quaisquer folhas que apresentem sinais de bolor.

2. Secagem no forno

A secagem no forno é uma opção mais rápida, ideal para quem tem menos tempo.

  • Pré-aqueça o forno a uma temperatura baixa, cerca de 40-50°C.
  • Coloque as ervas numa única camada sobre uma folha de papel vegetal ou uma grade própria para o forno.
  • Deixe a porta do forno ligeiramente aberta para permitir a circulação do ar. Verifique as ervas frequentemente e retire-as quando estiverem completamente secas. Este processo pode demorar de uma a quatro horas.

3. Secagem no micro-ondas

Para secar pequenas quantidades rapidamente, o micro-ondas pode ser utilizado.

  • Coloque as ervas entre duas folhas de papel toalha.
  • Coloque no micro-ondas em intervalos de 20 a 30 segundos. Verifique e vire as folhas até estarem secas, normalmente após um a três minutos.

4. Secagem no desidratador

Um método rápido e eficiente, ideal para climas húmidos ou para grandes quantidades de ervas.

  • Siga as instruções do fabricante do seu desidratador.
  • A temperatura ideal de secagem varia entre 35°C e 40°C.
  • O tempo de secagem varia de acordo com a erva, geralmente entre 2 e 4 horas.

Como guardar e conservar

Uma vez secas, é crucial armazenar as ervas aromáticas e medicinais corretamente para preservar o seu sabor, aroma e propriedades terapêuticas.

  • Use recipientes herméticos, como frascos de vidro com tampa de rosca. Evite recipientes de plástico que podem reter humidade.
  • Guarde os recipientes num local fresco, seco e escuro. A exposição à luz, calor e humidade pode degradar a qualidade das ervas.
  • Etiquete os recipientes com o nome da erva e a data de secagem.
  • As ervas aromáticas secas podem ser armazenadas por até 1 ano, mas o sabor e o aroma podem diminuir com o tempo.
  • Verifique as ervas periodicamente para garantir que não há sinais de bolor ou perda de aroma.
ervas aromáticas e medicinais penduradas ao ar

Dicas adicionais

  • Moa algumas das ervas aromáticas e medicinais secas em pó para facilitar o uso em receitas.
  • Combine diferentes ervas secas para criar seus próprios temperos personalizados.
  • Adicione ervas aromáticas secas a óleos, vinagres ou manteiga para criar condimentos saborosos.
  • Presenteie seus amigos e familiares com ervas aromáticas secas caseiras.

Considerações regionais

Em Portugal, as condições climáticas variam significativamente de norte a sul e nas ilhas, influenciando a forma como deve proceder em cada região.

Norte: As regiões do Norte, como Minho e Douro, têm um clima mais húmido e ameno. Nestes locais, a secagem ao ar pode ser mais desafiadora devido à elevada humidade. Pode levar mais tempo.

Centro e Sul: Regiões como Alentejo e Algarve, com um clima mais quente e seco, são ideais para a secagem ao ar. No entanto, evite a exposição direta ao sol.

Açores e Madeira: Estas regiões apresentam um clima subtropical húmido. A secagem ao ar pode ser difícil, por isso, pode querer experimentar métodos alternativos.

25 exemplos das ervas mais comuns

1. Manjericão

O manjericão é uma das ervas mais populares nas hortas caseiras. É ideal para secar no verão, quando as plantas estão no seu auge. As folhas devem ser colhidas antes da planta florescer para obter o melhor sabor.

2. Orégãos

Os orégãos são perenes e podem ser colhidos várias vezes ao ano. São ideais para secar ao ar em molhos pequenos, pendurados num local escuro e ventilado.

3. Tomilho

O tomilho é resistente e pode ser colhido durante todo o ano, embora a primavera e o verão sejam os melhores períodos. As folhas secam rapidamente ao ar, mantendo o seu sabor intenso.

4. Alecrim

O alecrim é outra erva perene, colhida preferencialmente na primavera. As folhas e caules são adequados para secagem ao ar, mantendo-se bem em frascos herméticos por longos períodos.

5. Hortelã

A hortelã deve ser colhida antes de florescer, de preferência na primavera ou início do verão. A secagem pode ser feita ao ar ou no forno para evitar a perda de óleos essenciais.

6. Salsa

A salsa é uma erva bienal que pode ser colhida várias vezes durante o ano. As folhas devem ser secas rapidamente, preferencialmente ao ar ou no forno, para manter o seu sabor fresco.

ervas aromáticas e medicinais cortadas

7. Coentros

Os coentros são melhor colhidos durante a primavera e o verão. Tanto as folhas quanto as sementes podem ser secas e utilizadas. A secagem ao ar é ideal para as folhas, enquanto as sementes podem ser secas no forno.

8. Louro

As folhas de louro são frequentemente utilizadas secas em várias receitas. Colha as folhas durante o verão e seque-as ao ar em local seco e bem ventilado.

9. Erva-cidreira

A erva-cidreira deve ser colhida antes de florescer, preferencialmente na primavera. As folhas secam melhor ao ar, mantendo o seu aroma cítrico.

10. Estragão

O estragão é colhido melhor no final da primavera ou início do verão. As folhas devem ser secas rapidamente, idealmente ao ar ou no forno, para preservar o seu sabor anisado.

11. Segurelha

A segurelha é uma erva anual colhida durante o verão. As folhas e ramos são ideais para secagem ao ar, garantindo que sejam armazenadas em recipientes herméticos.

12. Cebolinho

O cebolinho pode ser colhido várias vezes ao ano. As folhas devem ser secas rapidamente, preferencialmente no forno ou micro-ondas, para evitar a perda de sabor.

13. Salva

A salva é uma erva perene que deve ser colhida no início da primavera ou outono. As folhas secam bem ao ar, mas também podem ser secas no forno para uma secagem mais rápida.

14. Endro

O endro deve ser colhido antes de florescer, durante a primavera e o verão. As folhas e sementes podem ser secas ao ar ou no forno, preservando o seu sabor característico.

15. Manjerona

A manjerona é colhida no verão, antes da floração. As folhas secam melhor ao ar, garantindo que mantenham o seu aroma suave e doce.

16. Borragem

As folhas de borragem podem ser colhidas durante todo o verão. Secam melhor ao ar, num local bem ventilado e longe da luz direta do sol.

17. Funcho

O funcho deve ser colhido antes da floração, durante a primavera. Tanto as folhas quanto as sementes podem ser secas ao ar ou no forno.

18. Absinto

O absinto é colhido no final do verão, antes de florescer. As folhas e caules secam melhor ao ar, garantindo que sejam armazenados em recipientes herméticos.

19. Malva

As folhas de malva podem ser colhidas durante todo o verão. A secagem ao ar é ideal, garantindo que as folhas sejam guardadas em local seco e escuro.

20. Lúcia-lima

A lúcia-lima, é mais uma das ervas aromáticas e medicinais colhidas no verão. As folhas devem ser secas ao ar, penduradas num local escuro e bem ventilado, ou no forno a baixa temperatura para manter o seu aroma cítrico.

21. Erva-príncipe

A erva-príncipe é colhida durante o verão. Corte os caules e folhas em pedaços pequenos antes de secar. Seque ao ar ou no forno a baixa temperatura para preservar o seu sabor cítrico.

22. Poejo

O poejo é uma erva aromática frequentemente utilizada em infusões e como tempero em pratos tradicionais portugueses. Colha durante a primavera e o verão, antes de florescer. As folhas e caules podem ser secos ao ar, num local escuro e ventilado, ou no forno a baixa temperatura.

23. Hipericão

O Hipericão é conhecido pelas suas propriedades medicinais. Colha durante o verão, quando está em flor. As folhas e flores podem ser secas ao ar, penduradas num local escuro e ventilado, ou no forno a baixa temperatura.

24. Alfazema

A alfazema é uma erva aromática conhecida pelo seu aroma calmante e propriedades medicinais. Colha durante o verão, quando as flores estão totalmente abertas. As flores secam bem ao ar, num local seco e sombreado, ou no forno a baixa temperatura.

25. Milefólio

O milefólio é uma erva medicinal conhecida pelas suas propriedades anti-inflamatórias. Colha durante o verão, quando a planta está em flor. As folhas e flores podem ser secas ao ar ou no forno a baixa temperatura.

Conclusão

Em conclusão, aprender a secar e armazenar ervas aromáticas e medicinais é essencial para qualquer hortelão caseiro que deseje aproveitar ao máximo o seu cultivo. É uma maneira prática e econômica de ter ingredientes frescos e saborosos à disposição durante todo o ano.

Utilizando métodos adequados, como secagem ao ar, forno ou micro-ondas, é possível preservar não apenas o sabor e o aroma intensos das ervas, mas também as suas propriedades medicinais. Ao colher no momento certo e escolher os melhores exemplares, garantimos que as ervas mantenham a sua qualidade. O armazenamento das ervas aromáticas e medicinais em recipientes herméticos, num ambiente fresco e escuro, prolonga a vida útil das ervas, permitindo o seu uso ao longo do ano.

Portanto, explore as infinitas possibilidades que estas plantas oferecem e experimente diferentes métodos de secagem das ervas aromáticas e medicinais para descobrir aquele que melhor se adapta às suas necessidades e ao seu ambiente de cultivo.

Com um pouco de conhecimento e cuidado, poderá transformar a sua horta caseira numa fonte inesgotável de ervas aromáticas e medicinais frescas e saborosas, enriquecendo não apenas a sua culinária, mas também a sua saúde e bem-estar, tudo a partir da sua própria horta caseira.

Partilhe este artigo

Categorias

Quiz Hortas Biológicas

20 perguntas para avaliar os seus conhecimentos sobre horticultura biológica

Mais Recentes
Quiz Hortas Biológicas

20 perguntas para avaliar os seus conhecimentos sobre horticultura biológica

Newsletter

Preencha os campos abaixo para se inscrever na nossa newsletter

Em Destaque