Logo Hortas Biológicas

Como cultivar Manjericão

Manjericão
O Manjericão é uma aromática muito perfumada que o vai ajudar na horta. Veja como.
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

A espécie mais comum de manjericão é o manjericão-doce (Ocymum basilicum).
Enquanto o sabor do manjericão-doce é brilhante e pungente, outras variedades também oferecem sabores únicos: manjericão de limão, manjericão de anis e manjericão de canela, todos têm sabores que subtilmente refletem o seu nome.
Existem cerca de 150 variedades.
As espécies mais cultivadas em Portugal e as mais vulgares na culinária são o manjericão-doce ou manjericão-grande e o manjericão de folha-larga.
É utilizada como Aromática, Medicinal e Condimentar.

Partes utilizadas 

Ramos e folhas.

Cultivo

É uma planta anual, muito aromática de folhas verdes e ovais fortemente perfumadas.
O seu cultivo exige alguma atenção uma vez que é muito sensível.
Gosta de solo húmido e bem drenado com uma boa exposição solar.
Não gosta de mudanças extremas de temperatura.
Ao livre não suporta temperaturas muito baixas. O mínimo devem ser 12 graus.
A rega deve ser frequente mas em poucas quantidades de modo a não ficar alagada.
Durante os períodos de seca no Verão, regar as plantas livremente.
Para incentivar o crescimento, deve-se cortar as primeiras flores. Isso vai fazer aumentar o número de folhas e o ciclo da planta.

Pragas e Doenças: As doenças mais comuns no manjericão são a murchidão das plântulas e a podridão cinzenta. As pragas mais comuns são os ácaros, afídeos, lagartas e nóctuas.

Na horta

O manjericão consorcia-se muito bem com os tomateiros.
Plantado em filas alternadas, protege os tomateiros dos insetos e de doenças bem como estimula o seu crescimento.
Além disso, melhora o sabor dos tomates.
É também um bom repelente de moscas, mosquitos e mosca da fruta.
Não plantar junto da arruda. Não são plantas de boa vizinhança.

Dica: Quando estiver a tomar uma refeição ao ar livre, experimente colocar um vaso de manjericão em cima da mesa. Vai afastar os insetos da sua comida.

Usos Culinários

Para poder usufruir de todo o seu potencial o manjericão deve ser consumido fresco.
Lave manjericão fresco em água fria corrente para remover qualquer poeira ou resíduos.
É muito utilizado para condimentar pratos de massa, sopas, pratos de cordeiro, porco, pratos italianos, peixe e frutos do mar saladas, cogumelos, pizas, enchidos, molhos e ovos.
Também combina deliciosamente bem com queijo fresco, mozarela, tomate fresco, cebolas e azeitonas.
Utiliza-se ainda no fabrico de licores.
A melhor parte são as folhas. Para aproveitar ao máximo o sabor, é preferível utilizá-lo cru, picado ou moído. Nos cozinhados, adicione-o só fim.
O manjericão seco, pode juntar-se ao vinagre ou azeite para lhe dar sabor.

Usos Medicinais

É um Anti-inflamatório poderoso.
Ajuda a combater a artrite ou as inflamações nos intestinos.
Os elevados níveis de magnésio ajudam os músculos e os vasos sanguíneos a relaxar, melhorando o fluxo do sangue.
Também tem propriedades Antibacterianas – Inibe estirpes de algumas bactérias como a Shigella, uma bactéria infeciosa que provoca disenteria.
Estimula o apetite e ajuda a refrear a flatulência.
Estimula o fígado e ajuda a combater insónias e dores menstruais.
O chá de manjericão é conhecido por combater a disenteria, as náuseas, problemas de estômago relacionados com gases, aliviar dores de cabeça de origem nervosa e regularizar o ciclo menstrual.
É um tónico geral do organismo e um desinfetante digestivo.
Quando diluído em água com algumas gotas e inalado, o seu óleo essencial pode ser usado para tratar bronquite crónica e sinusite.
Quando diluído em óleo de amêndoas doces ou azeite, pode utilizar-se em massagens para aliviar dores reumáticas e inflamações das articulações.
Podes ser usado para acalmar picadas de insetos.

Cuidados

Evitar o consumo em excesso durante a gravidez ou se tem problemas gástricos ou intestinais.
Quando aplicada na pele, pode causar alergias em peles mais sensíveis.

Partilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Newsletter
Mais Recentes
Categorias

Ervas Aromáticas

LER