Logo Hortas Biológicas

Como e quando remover as ervas daninhas

Conheça os métodos mais adequados para remover as ervas daninhas que surgem na sua horta.
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Dito de um modo muito simples, a luta contra as ervas daninhas consiste muito simplesmente em destrui-las.
Em princípio, nunca é tarde para isso.
Contudo, podemos ter menos trabalho e gastar menos tempo nessa tarefa se tivermos em conta que certas épocas do ano são mais favoráveis do que outras.

Muitas ervas daninhas germinam na Primavera. Assim, deve lembrar-se de que o que for arrancado em pequeno não vai ser preciso arrancar mais tarde. Também que é mais fácil arrancar pequenas plantas com raízes pouco profundas do que plantas grandes e bem enraizadas. Então, quanto mais cedo as tirar, melhor é.

Da mesma forma, uma limpeza no Outono ou no Inverno, numa altura de subida da temperatura, é muito eficaz contra as ervas daninhas instaladas durante a estação fria. Nestas duas épocas, é mais fácil tirar as plantas jovens pois o solo está mais húmido e macio.

Se for adiando esse trabalho, vai deixar que as ervas daninhas se instalem e pode correr o risco de as deixar crescer ao ponto de ganharem sementes. Isto não é muito difícil de acontecer visto que algumas têm um ciclo de vida curto.

Como as eliminar

Existem dois métodos que são os mais apropriados para uma horta.
Retirar à mão ou com a ajuda de utensílios.

A eliminação manual das ervas é o método mais rápido e o mais simples.
Para facilitar o trabalho, deve-se aproveitar uma altura em que a terra esteja fofa, isto é, húmida e sem estar apertada. Se necessário, rega o solo na véspera.
Levante a planta, apanhando-a o mais por baixo possível, e puxe até a arrancar.
Sacuda vigorosamente a planta para fazer cair a terra das raízes. Senão vai deitar fora terra boa junto com as ervas-daninhas.
Se a planta resistir, utilize um utensílio para que nenhuma parte da planta fique na terra e volte a crescer.
Os rebentos das plantas mal arrancadas são mais difíceis de retirar que os outros!
Se o tempo estiver seco e o solo estiver compacto não use o método manual. Use utensilio apropriados.

Quando as plantas ainda são jovens, uma passagem com a enxada chega para levantar as pequenas plantas e para quebrar as raízes principais. Nem é preciso fazer força no utensílio: levantam-se 2 cm de terra, mantendo a lâmina paralela ao solo.
Com o tempo seco, as plantas desenraizadas desta maneira, vão secar em menos de uma hora.
Quando as ervas-daninhas estão bem instaladas na terra, a enxada não é o utensilio mais adequado.
Deve utilizar-se por exemplo uma pá transplantadora de jardim ou uma faca resistente.
Assim, vai conseguir levantar a planta. Experimente vários utensílios e escolha o mais confortável segundo o seu tipo de solo.

Lembre-se que não é suficiente cortar as ervas daninhas rente ao solo. Algumas formam uma raiz ainda mais espessa quando são cortadas. Toda a planta deve ser arrancada, senão vai crescer de novo.

Sugestão

Visto que a maioria das plantas espontâneas são comestíveis, pode aproveitar as que arrancou da sua horta e inclui-las na sua dieta.

Partilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Newsletter
Mais Recentes
Categorias

Ervas Aromáticas

LER