Louva-a-deus

O Louva-adeus é sem dúvida um dos predadores supremos no reino dos insetos. Têm um apetite voraz e comem tudo que lhes passe pela frente.
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Este é sem dúvida um dos predadores supremos no reino dos insetos. Atualmente estão descritas mais de 2300 espécies de louva-a-deus em todo o mundo a maioria das quais habita ambientes tropicais e subtropicais. Em Portugal, são conhecidas nove espécies.

A mais abundante é o louva-a-deus-comum (Mantis religiosa).
É uma das espécies que atinge maiores dimensões com as fêmeas a atingirem oito centímetros de comprimento.

A sua utilidade na horta é reconhecida há muito tempo.

Têm um apetite voraz e comem tudo que lhes passe pela frente, moscas, formigas, traças, grilos, afídios ou gafanhotos.

Quase sempre atacam de emboscada aproveitando as suas capacidades de camuflagem.

Com muita paciência, esperam que as suas presas estejam suficientemente perto, e de seguida, num décimo de segundo, desferem um golpe certeiro com as patas anteriores que são como garras e ajudam a segurar a presa enquanto é consumida.

Mesmo as crias, que aparecem na primavera, são caçadores vorazes logo desde o início.
À medida que vão crescendo, o tamanho das suas presas vai aumentando de modo correspondente.

Contrariamente ao que alguns dizem, o louva-a-deus não é venenoso.
São uma ajuda importante no controlo de pragas na horta.

Partilhe este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Newsletter
Mais Recentes
Categorias